Homeopatia como prática clínica integrativa e complementar

Objetivo Principal

Dotar os alunos de domínios cognitivo e técnico-atitudinal da práxis homeopática hahnemanniana como terapêutica de eleição ou de forma integrativa e complementar, tendo como fundamento os parágrafos 3 e 4 do Organon utilizando todas as ferramentas da Clínica e da Homeopatia formando um profissional capaz de utilizar os recursos da Homeopatia de maneira ética e responsável e que esteja apto a continuar seu processo de internalização de conhecimento e aprimoramento de modo independente.

Modelo de dotação dos domínios

Será utilizado o modelo magistral valendo-se de atividades participativas, interativas e dialogadas.

1    Módulo de fundamentação (16 horas – 22 e 23. fev. 2014)

Objetivo: dotar os pós-graduandos de competência cognitiva relacionada ao conjunto do saber homeopático.

Temário: A RACIONALIDADE CLÍNICA HOMEOPÁTICA

1.      O método homeopático:
1.1    Contextualização histórica
1.2    Contextualização social
1.3    Contextualização científica
1.4    Interfaces do saber homeopático com a Ciência Biomédica contemporânea

2.      Fundamentação e racionalidade:
2.1    A similitude semiológica expressa na denominada “Lei da Semelhança”
2.2    A experimentação, acidental e metódica ou protocolar, em sujeitos sadios e sensíveis ou sensibilizados  
2.3    Reações adversas a medicamentos como variavel de confundimento e vies interpretativo da Totalidade Sintomática Característica (TSC) ou  Sindrome Mínima de Valor Máximo (SmVM)
2.4    As ultradiluições sucussionadas (UDS), “doses mínimas”, potencialização de diluições e dinamizações de Hahnemann
2.5    Prescrições simples e o significado do “remédio único”
2.6    Outros critérios de semelhança e a Tautopatia como recurso terapêutico em UDS
2.7    Histotropismo e organotropismo -  a seleção dos remédios homeopáticos em relação à seleção de órgãos específicos

3.      O essencial do “Organon da arte de curar” de Samuel Hahnemann:
3.1    Os textos básicos homeopáticos
3.2    Organon: história e estrutura
3.3    Conteúdo doutrinário e prático indispensáveis para a prática homeopática

4.      A prática homeopática hahnemanniana:
4.1    A proposta da clínica homeopática baseada no Organon (CHBO)
4.2    As possibilidades e limitações da Homeopatia
4.3    A Homeopatia como prática complementar
2    Módulo de clínica (16 horas – 26 e 27. abr. 2014)

Objetivo: dotar os pós-graduandos de competências cognitivas e técnicas relacionadas à prática ética e responsável da clínica homeopática.

Temário: A CLÍNICA HOMEOPÁTICA BASEADA NO ORGANON (CHBO)


1.      Os diagnósticos na clínica homeopática:
1.1    A importância do diagnóstico na prática clínica e homeopática
1.2    Os 18 diagnósticos homeopáticos

2.      Categorização de doenças segundo Hahnemann:
2.1    A doença como expressão do desequilíbrio interno
2.2    Tipos de expressão
2.3    Classificação hahnemanniana de doença

3.      Semiologia homeopática:
3.2    Sintomas em Homeopatia
3.3    Qualificação dos sintomas
3.4    Hierarquia dos sintomas
3.5    Exames subsidiários

4.      Arsenal terapêutico homeopático:
4.1    Matéria Médica Homeopática
4.2    Valor das patogenesias
4.3    Os policrestos de Hahnemann

3    Módulo de aplicação - I (16 horas – 21 e 22. jun. 2014)

Objetivo: dotar os pós-graduandos de habilidades técnicas e atitudinais para a aplicação do modelo terapêutico homeopático em seu cotidiano profissional, seja como única terapêutica, seja como recurso integrativo ou complementar.

Temário: CONSULTA E PRESCRIÇÃO EM HOMEOPATIA

1.      A consulta homeopática

2.      Potências e doses

3.      Prescrição e toniplasticidade

4.      Formas de administração:
4.1    Unicismo, pluralismo e alternismo – remédios não antipsóricos e “tratamento antipsórico”
4.2    As variantes reativas e efeitos adversos no tratamento homeopático

5.      Critérios de Prescrição:
5.1    A prescrição nas doenças agudas
5.2    A prescrição nas doenças crônicas

4    Módulo de aplicação - II (16 horas – 19 e 20. jul .2014)

Objetivo:
dotar os pós-graduandos de habilidades técnicas e atitudinais para a aplicação do modelo terapêutico homeopático em seu cotidiano profissional, seja como única terapêutica, seja como recurso integrativo ou complementar.

Temário: A HOMEOPATIA NO COTIDIANO DA CLÍNICA

1.      Aplicação da Homeopatia nas doenças mecânicas:
1.1    Traumatismos
1.2    Cirurgias – o conceito de supressão e metástase móbida embasado nas  visões reduzida e sistêmica do tratamento cirúrgico; possibilidades no pré e pós-operatório
1.3    Ferimentos
1.4    Queimaduras
1.5    Outras situações mecânicas

2.      Aplicação da Homeopatia nas doenças agudas:
2.1    Doenças infectocontagiosas epidêmicas
2.2    Transtornos agudos em grupos de risco

3.      Aplicação da Homeopatia nas doenças crônicas:
3.1    Tratamento das exacerbações (crises) – os remédios não antipsóricos nas afecções dos aparelhos/sistemas respiratório, cardiovascular, digestório, neurológico, musculo-esquelético, metabólico, imunológico e psicoemocional
3.2   Tratamento das predisposições (modos reacionais) e o “tratamento antipsórico”